OU É SANGUE,OU DOR...
QUAL VOCÊ ESCOLHE?!...
EU ESCOLHO
OS DOIS...
Ocorreu um erro neste gadget

rituais de magia negra


Poderosos rituais de magia negra e alta magia negra: rituais de maldição e detruição dos inimigos.

RITUAL DE MALDIÇAO - Nº1:

Fazer o ritual á meia noite

Do que precisa:

· Ou nada mais.

· Ou uma fotografia da pessoa a amaldiçoar se não a conseguir visualizar (por exemplo, não a vê faz certo tempo...)

Preparação:

Vista-se inteiramente de negro.

Desenhe simbolicamente o circulo mágico e sente-se no meio.

Ritual:

Pense fortemente na pessoa que você deseja amaldiçoar ou segure a fotografia dela em sua mão, concentrando-se na mesma. Deixe vir para fora os sentimentos que levam você a querer fazer-lhe este feitiço, e o que você quer que lhe aconteça.

De seguida, diga a seguinte oração em voz alta:

“Asmodeu, Grande Asmodeu,

Tu que mandas na ira e na luxuria,

Dai-me a força de canalizar a minha fúria,

Para a pessoa que te aponto com o meu dedo indicador,

que o meu ódio para ela se transforme em dor,

Esta é a minha vontade.

Que a minha vontade seja feita!

Assim seja.”

Visualize o seu ódio a subir por si acima, sinta a sua energia dirigir-se para o seu dedo indicador. Inspire profundamente, e expire apontando o seu indicador na direcção de pessoa que você vizualizou, ou em direcção da fotografia que tem na mão, e pense em todos os tormentos e padecimentos que quer que lhe aconteça.

Agradeça , desfaça e saia do círculo mágico.

RITUAL DE DESTRUIÇÃO DE INIMIGOS - Nº2:

Ritual de alta magia negra, que visa causar um terrivel sofrimento á pessoa destinatária do feitiço, até ás últimas consequências...

Este ritual de ódio é muito perigoso, pois é muito poderoso. Este ritual implica actos profanos, pois utiliza raminhos de alecrim benzidos.

Precisará de:

- um bocado de toucinho gordo, com cerca de 10 cm;

- uma caixa de agulhas novas;

- 2 raminhos de alecrim, que foram benzidos no domingo de ramos.

- 1 fio negro.

Para fazer este ritual, escolha um sábado de manhã, entre a lua minguante e a lua nova.

Faça o ritual em jejum. Vista-se de negro.

Pegue no toucinho e pense fortemente na pessoa visada pelo feitiço e vizualize todo o mal que lhe deseja.

Espete no toucinho, ao acaso e sem contar, um grande número de agulhas no bocado te toucinho, sentindo todo o ódio que tempor aquela pessoa.

Diga ao mesmo tempo:

1) Contra (nome da pessoa...) filho/ filha de
( fulana... nome da mãe dessa pessoa), uma vez,
"Vasis Atatlos Vesul Eterenus Verbo San Herbo
Dibolia Herbonos"

2) Contra (nome da pessoa...) filho/ filha de
( fulana... nome da mãe dessa pessoa), duas vezes,

"Vasis Atatlos Vesul Eterenus Verbo
San Herbo Dibolia Herbonos".

3) Contra (nome da pessoa...) filho/ filha de
( fulana... nome da mãe dessa pessoa), três vezes,

"Vasis Atatlos Vesul Eterenus Verbo
San Herbo Dibolia Herbonos".

Ao mesmo tempo que está a dizer esta fórmula e que está a espetar as agulhas, imagine todo o mal que deseja á pessoa.

De seguida, ponha em cruz os raminhos de alecrim benzidos, em cima do toucinho, e amarre tudo, em cruz, com o fio negro. Faça 4 nós.

Pegue no seu feitiço na sua mão direita e enterre-o em terreno NÃO CULTIVADO. Nunca volte a esse sítio para desenterrar o seu “embrulho”. Caso contrário o feitiço pode voltar-se contra si. Por isso, antes de fazer esta bruxaria, pense bem! Não há volta atrás...

O efeito desta bruxaria de ódio começará a fazer-se sentir nos 21 dias seguintes.

Ritual Satânico


UMA PALAVRA DE ADVERTÊNCIA! PARA AQUELES QUE DESEJAREM PRATICAR ESTAS ARTES

Concernente a Sexo ou Luxúria:
Tome plena vantagem da fascinação ou charme neste trabalho; se você for um homem, mergulhe o seu membro ereto dentro dela com lascivo deleite; se você for uma mulher, abra extensamente seus quadris em lasciva antecipação.

Concernente a Compaixão:
Esteja decidido que você não terá nenhum arrependimento no dispêndio de ajuda que tenha dado aos outros, bênçãos recém-descobertas colocariam um obstáculo em seu caminho. Seja grato pelas coisas que lhe vierem através do uso da mágica.

Concernente a Destruição:
Esteja certo de que NÃO terá preocupação se sua vítima vive ou morre, antes de lançar sua maldição, e tendo causado a sua destruição, divirta-se, antes que sinta remorso.

CUIDE BEM DESTAS REGRAS - OU EM CADA CASO VOCÊ VERÁ O REVERSO DOS SEUS DESEJOS QUE FERIRÃO, ANTES DO QUE AJUDAR, VOCÊ!


A. NOTAS QUE SÃO PARA SEREM OBSERVADAS
ANTES DE INICIAR O RITUAL

  1. Pessoas praticando o ritual ficam em pé fixando o altar e o símbolo de Baphomet através do ritual, exceto quando outras posições são especificamente indicadas.
  2. Se possível, o altar devem estar contra a parede oeste.
  3. Em rituais realizados por uma pessoa o papel do sacerdote não é requerido. Quando mais de uma pessoa está envolvido na cerimônia, um deles deve agir como sacerdote. Num ritual privado o participante exclusivo segue as instruções do sacerdote.
  4. Em qualquer momento em que as palavras "Shemramforash!" e "Hail Satan!" forem ditas pela pessoa agindo como sacerdote, os outros participantes repetirão a palavra após ele. O gongo é golpeado seguindo a resposta dos outros participantes de "Hail Satan!"
  5. Conversar (exceto dentro do contexto da cerimônia) e fumar são proibidos após o sino ser repicado no início, até depois de voltar a ser repicado no fim do ritual.
  6. O Livro de Belial contém os princípios da magia e ritual satânico. Antes de iniciar os rituais no Livro de Leviatã é imperativo que você leia e entenda o completo Livro de Belial. Até que você o tenha feito, nenhum grau de sucesso pode ser esperado dos trinta passos que se seguem.

B. OS TREZE PASSOS

  1. Roupa para o ritual.
  2. Artigos religiosos reunidos para o ritual; acenda as velas e apague toda luz de origem externa; coloque uma pele de ovelha ou cabra para direita ou esquerda do altar conforme indicado.
  3. Se uma mulher é usada como altar ela agora toma sua posição - cabeça apontando o sul, pés apontando o norte.
  4. Purificação do ar tocando o sino.
  5. Invocação de Satã e nomes infernais que seguem (veja o Livro de Leviatã) são agora lidos em voz alta pelo sacerdote. Participantes deverão repetir cada nome infernal depois que ele tenha sido dito pelo sacerdote.
  6. Beba do cálice.
  7. Voltando para o sentido antihorário, o sacerdote aponta com a espada para cada ponto cardeal da área restrita e chama adiante os quatro Príncipes do Inferno: Satã do sul, Lúcifer do este, Belial do norte e Leviatã do oeste.
  8. Realiza bênção com o phallus (se um é usado).
  9. O sacerdote lê alto a invocação apropriada para a cerimônia respectiva: Luxúria, Compaixão ou Destruição.
  10. No caso de um ritual personalizado este passo é extremamente importante. Solidão é compatível com a expressão dos desejos mais secretos, e nenhuma tentativa de guardá-los deverá ser feita na sua realização, verbalizando, ou lançando as imagens pertinentes aos seus desejos. É este passo que sua gravura é desenhada, arranjada ou enviada fora para o recipiente do seu trabalho.

(A) Para invocar alguém pelo luxurioso propósito de estabelecer
uma situação sexualmente gratificante

Deixe a área do altar e se retire para outro lugar, no mesmo cômodo ou fora dele, que será mais condutivo ao trabalho do respectivo ritual. Então forme a imagem mais completa que possa que se assemelhará do modo o mais exato possível à situação em direção da qual se empenha. Lembre-se, você tem cinco sentidos para usar, então não sinta que você deve limitar sua imagem a um. Aqui estão artifícios que podem ser empregados (apenas um, ou em qualquer combinação):

a) imagem gráfica, como desenhos, pinturas etc.
b) imagem escrita, como histórias, peças, descrições dos desejos e o eventual resultado dos mesmos.
c) imaginando o desejo vividamente ou numa peça curta, seja a si mesmo ou retratando o papel do objeto do seu desejo (transferência), usando qualquer estratagema necessário a intensificar a imagem.
d) quaisquer odores relativos à pessoa desejada ou situação.
e) quaisquer músicas ou sons de fundo condutores a uma forte imagem.

Sentimento sexual intenso deveria acompanhar este passo do ritual, e depois de ser obtida suficiente imagem, o orgasmo mais forte possível deveria servir de clímax para este passo. Este clímax poderia ser alcançado usando qualquer meio masturbatório ou auto-erótico necessário. Após o orgasmo ser obtido, retorne ao local do altar e proceda com o passo 11.

(B) Para assegurar auxílio ou sucesso para alguém que tem sua
simpatia ou compaixão (incluído a si mesmo)

Permaneça bem próximo ao altar e com a imagem mental o mais vívida possível da pessoa que você deseja ajudar (ou uma intensa auto-compaixão), declare seu desejo em seus próprios termos. Suas emoções deverão ser o mais genuínas possíveis, elas estarão acompanhadas pelo derramamento de lágrimas, que deverão ser permitidas fluir sem restrição. Depois deste exercício no sentimento estar completo, proceda com o passo 11.

(C) Para causar a destruição de um inimigo

Permaneça na área do altar a menos que a imagem seja mais facilmente obtida em outro lugar, tal como na vizinhança da vítima. Produzindo a imagem da vítima, proceda a infligir a destruição sobre a efígie da maneira da sua escolha. Isto pode ser feito dos seguintes modos:

a) fixando com alfinetes ou pregos num boneco representando sua vítima; o boneco pode ser de pano, cera, madeira, matéria vegetal etc.
b) a criação de imagem gráfica descrevendo o método de destruição da sua vítima; desenhos, pinturas etc.
c) a criação de uma descrição literária vívida do final definitivo da sua vítima.
d) um detalhado solilóquio (monólogo - parênteses meus) dirigido à vítima pretendida, descrevendo seus tormentos e aniquilações.
e) mutilação, injúria, inflição de dor ou doença por procuração usando quaisquer outros meios ou estratagemas desejados.

Intenso, calculado ódio e desdém deveriam acompanhar este passo da cerimônia, e nenhuma tentativa seria feita para parar esse passo até que a energia gasta resultasse num estado de relativa exaustão da parte do mágico. Quando acontecer o esgotamento, proceda com o passo 11.

11. (a) Se os pedidos são escritos, eles agora são lidos alto pelo sacerdote e então queimados nas chamas da vela apropriada. "Shemhamforash!" e "Hail Satan!" é dito depois de cada pedido.
11. (b) Se os pedidos são fornecidos verbalmente, os participantes (um de cada vez) revela-os agora ao sacerdote. Ele então repete em suas próprias palavras (aquelas que são mais emocionalmente estimulantes para ele) o pedido. "Shemhamforash!" e "Hail Satan!" é dito após cada pedido.
12. A chave enoquiana apropriada é agora lida pelo sacerdote, como evidência da fidelidade dos participantes aos Poderes das Trevas.
13. Tocar o sino como poluidor (a palavra é pollutionary; não encontrei tradução - parênteses meus), e então as palavras "Assim está feito" são ditas pelo sacerdote.


FIM DO RITUAL

Era Vampiresca


Como vimos, o vampirismo é uma lenda presente desde tempos remotos e em diversas regiões, no entanto, no século XVIII assistimos a uma verdadeira avalanche de casos e histórias, quase todas oriundas da Europa Oriental, que colocou em polvorosa a opinião pública e despertou a curiosidade e o espanto de filósofos, religiosos e autoridades governamentais.

Conhecido como o século das luzes, foi uma época em que o saber e a ciência davam passos consideráveis. Pensava-se que a razão tudo explicaria, e que crenças e supertições seriam coisas do passado. Por outro lado, as seitas místicas e esotéricas também aumentavam, o que fazia desta época, um tempo de contradições. Jornais franceses desta época chegaram a estampar reportagens sobre impressionantes histórias, que fazia do vampirismo um assunto dos mais destacados.

Conta-se que neste tempo, em muitas regiões da Europa Oriental o vampirismo tornou-se uma verdadeira praga, atingindo dezenas de jovens, velhos, crianças e até mesmo animais. Por esta época, segundo as narrativas, hordas de mortos-vivos assombravam de forma horripilante vilas e aldeias, fala-se que a volúpia destes espectros era tamanha que seus cadáveres eram encontrados nadando em sangue por suas sepulturas. Diante tal realidade, as autoridades passaram a encarar o vampirismo, na medida em que tratava-se de uma epidemia incontrolável, segundo muitos relatos. Para se Ter uma idéia, conta-se que soberanos húngaros, chegaram a determinar a formação de comissões para estudar o fenômeno, considerado uma praga que colocava em risco o poder do estado e das autoridades constituídas. Neste tempo, chegou-se a determinar a incineração, decapitação e perfuração dos corações de todos os cadáveres de cemitérios, onde por ventura habitassem um ou mais vampiros, na medida em que supunha-se que o vírus do vampir poderia inclusive atingir os mortos que ali jaziam. Fala-se que nesta época, fogueiras ardiam por muito tempo incinerando diversos cadáveres suspeitos de vampirismo, e que durante estes grandes rituais de incineração, todos os animais que se encontrassem na proximidades também eram queimados, pois acreditava-se que os vampiros poderiam encarnar em alguns deles, escapando assim da destruição definitiva.

"Se há no mundo uma história provada, é a dos Vampiros..." Jean Jacques
Rousseau, Carta ao Arcebispo de Paris

"Não falta nada: autos, certificados de homens notáveis, de cirurgiões, de magistrados. A prova jurídica é a mais completa. Com tudo isto, quem acredita pois nos Vampiros ?..." Jean Jacques Rosseau, Carta ao Arcebispo de Paris

"Em certas regiões da Morávia, era muito comum homens mortos aparecerem na companhia dos vivos." D. Calmet, Dissertation sur les Revenants, Vampires, de Hongrie, Bohême et Moravie, III

"As almas, possuídas por uma força estígia, voltam às vezes para cadáveres
que tinham abandonado, e então, como se estivessem ressuscitadas, cumprem
ações horríveis..." H. C. Agrippa, A filosofia Oculta, Livro III, 41.

Seguidores

NÃO EXISTE VITÓRIA...

SEM UMA DERROTA...

LINK ME

ImageChef Custom Images ImageChef Custom Images Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com! Create your own banner at mybannermaker.com!

Parcerias

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Windows Live Messenger

Ocorreu um erro neste gadget

Meus Selos

http://3.bp.blogspot.com/_rULyEbuuPgQ/TS4LohvsejI/AAAAAAAAAUs/OPVaqSVdHQY/s1600/xselinho.jpg http://4.bp.blogspot.com/_rULyEbuuPgQ/TS4GzKAjmxI/AAAAAAAAAUk/ZM-k8qcC0dM/s1600/selinho.png
 

DARKNESS GOTHIC © 2009 | Template Design by Gothic Darkness |